Anuncie Aqui:

Kit de Sobrevivência na Selva: O que levar na Mochila


Nesse Episódio 2 desse especial de Sobrevivência na Selva, vamos falar sobre o que levar e como montar seu Kit de para levar na sua mochila (se vc não viu o Episódio 1 assista aqui). Neste Episódio 2, mostro basicamente o que eu levo sempre comigo (SC) no meu kit, mas tb dependendo da situação posso acabar levando pois sei que nesse ambiente específico por exemplo, será de grande ajuda e não apenas um peso morto na mochila... O peso morto por exemplo é um erro muito comum para os iniciantes que ainda estão procurando um arranjo ideal pro seu Kit de Sobrevivência e é absolutamente normal acontecer isso... Todos temos preferências e gosto muito peculiares. Porém existem itens que ultrapassam essa categoria e são classificados como INDISPENSÁVEIS. E é exatamente nesses que daremos foco aqui neste post. "Cantil, faca e uma pederneira... Com esses itens já consigo sobreviver na Selva!!!" Aposto que vc já ouviu falar essa frase muitas e muitas vezes não é mesmo rss... Pois bem... o problema é que 99,97% das pessoas que falam isso sequer acamparam um dia, que dirá sobreviver somente com isso num ambiente hostil como a selva por exemplo... é puro marketing pessoal... Isso é pra dizer que é o bonzão... é o cara... essas coisas... Na selva a realidade é outra, e (10X pior pode acreditar) sem contar com as inúmeras variáveis como chuva, frio, pânico, animais selvagens, e por ai vai... Se enumerasse aqui não terminaria hj... Mais enfim, o que eu quero dizer com isso é que a mentalidade de um sobrevivencialista é estar o mais preparado possível e não estar apenas com o menor recurso possível. Toda guerra vence quem está mais preparado e detém os melhores armamentos... Na sobrevivência é o princípio é o mesmo. Se vc vai acampar com apenas poucos itens de sobrevivência por exemplo, sua experiência vai ser uma... caso opte por levar mais itens em seu kit para sua segurança e conforto sua experiência vai ser completamente outra! E por experiência própria vc vai lamentar e muuuuito não ter trazido aquele item que não pesa quase nada e ocuparia um espaço insignificante na sua mochila, mas que agora ficou ai na sua casa e vc não pode contar com ele... Por isso resolvi compartilhar com vocês aqui depois de muitas tentativas e erros o melhor arranjo operacional (pra mim)! Aquele que considero indispensável em qualquer Kit de Sobrevivência, anota ai: - Facão e Canivete. - Kit Água: Cantil ou Camelback de 2 litros, Clor-In (Purificador de água). - Kit Fogo: Pederneira (caso não tenha leve um isqueiro dentro de uma embalagem usada de vitamina C para proteger da água), álcool em sachê, fósforos (a prova d'água) e Chumaços de Algodão (guardados em cápsulas impermeáveis). - Kit Pesca: Linha, anzol, isca artificial e mini chumbada. - Kit de Primeiros Socorros: Analgésicos, antitérmicos, antialérgicos (para alérgicos), Captopril (para hipertensos) Glifage (para diabéticos), repositor hidro eletrolítico em sachê, materiais para curativos, Torniquete, papel (uso atualmente uma pequena placa de PVC) de um antigo crachá e lápis. - Kit Abrigo: Barraca ou rede de selva, paracord. - Kit Costura: Materiais para reparos em roupa ou nos abrigos. - Kit Higiene: Materiais para higiene bucal e corporal (todos em miniatura), mudas de roupas (3 bermudas, 3 camisas, 1 sunga). - Kit Localização: Apito, Bússola, mini espelho para sinalização de aeronaves (pendurados todos no cordão). - Kit Conforto: Travesseiro inflável,Toalha (serve como lençol). - Corda: Utilizo 2 pulseiras de sobrevivência de paracord que me dão no total 4 metros de corda, um rolo com 10 metros de corda (daquelas pra varal), e 20 mts de corda plástica (que fracionadas podem virar 80 mts). - Ranger Beads. - Talheres (estilo canivete). - Mini lanterna. - Ração (Liofilizada ou semi pronta). * para sobrevivência de 3 dias levo 9 rações: 3 para almoço, 3 para jantar, 3 para lanche. * para camping de 3 dias levo 6 rações: 3 para almoço, 2 para jantar, 1 para lanche. - Carregador Solar. - Celular + Bolsa estanque. - Documentos e dinheiro. Muitos itens que levo às vezes ficaram de fora dessa lista pois considero como opção secundária, onde na maioria das vezes não levo apesar de gostar muuuito deles como: - Camping Shower (é um chuveiro portátil com capacidade para 40 litros de água). - Balde Portátil (ele tem altura de 5 cm quando fechado e quando aberto fica com quase 20 cm). - Mini Caça palavras: Adoro fazer e é uma excelente forma de passatempo. - Arco e Flecha. - Mini Churrasqueira: ela é do tamanho de uma caneta (cabe no bolso da camisa). - Sinalizador de fumaça. - Lighstick: mini lanterna química. * OBS: Lista em constante Atualização!


Bons Acampamentos... Esteja Preparado! Selva!


Kit de Sobrevivência na Selva: Ração de Sobrevivência


Em primeiro lugar antes de já ir arrumando as malas e se aventurar deve-se levar em conta basicamente a quantidade de tempo mínimo que se pretende ficar.... calcular se você irá para um ambiente hostil ou civilizado…. ter em mente um prazo mínimo a qual se pretende ficar.... se o que você levar na sua mochila será o bastante para um acampamento curto ou de longa duração etc, etc...

Outro fator muito importante tb é se você estará sozinho ou acompanhado... que faz total diferença no planejamento da sua segurança... Importantíssimo saber tb (ainda mais se for a primeira vez nesse local) todas as informações possíveis da região visitada!


Desde a direção onde fica localizado a baia ou o rio principal... se o local do possível camping possui sinal de telefone (celular)... Se a região apresenta riscos de animais selvagens... enfim são diversas variáveis que se eu fosse vc aguentaria a euforia inicial de sair correndo agora para ir logo arrumar as pressas sua mochila apenas com roupas e comidas!... Acompanha as dicas ai que é só sucesso te garanto!
Uma das vantagens hoje em dia é de se poder contar com as comidas industrializadas (liofilizadas ou semi prontas). Onde na maioria das vezes basta apenas adicionar um pouco de água e tcharan! Strogonoffe quentinho em plena mata por exemplo!!! Eu sei... eu sei... vc deve estar pensando é muita frescura levar esse tipo de comida na mochila para um camping tão curto (um fds apenas)! Mas lhe garanto por experiência própria que dependendo do esforço físico que vc tiver feito nesse dia, seja para construir o seu abrigo ou abrir caminho em plena selva até chegar no local desejado, toda essa energia gasta será muito mais recompensada se seu corpo ver comida chegando meu amigo... e de preferência chegando com o mínimo de trabalho possível para preparar, ainda mais se vc tiver esgotado fisicamente, vai por mim! E nada mais prático que as comidas Liofilizadas ou semi prontas... Seja elas rações padrão militar por exemplo que se encontra facilmente no Mercado Livre (todas vem embaladas dentro de um saco impermeável e de acesso rápido) por exemplo... Mas hj em dia as minhas preferidas são as Liofilizadas e semi prontas (são ainda um pouco caras é verdade) mas possuem sabor e tem desde 9,90 até 49 reais por exemplo) tem pra todo tipo de bolso... para de mimimi até porque toda novidade e praticidade tem um preço vc sabe disso.... e vc já encontra tb em quase todos os supermercados (economizando pagar até o frete olha ai a vantagem)... Caso vc sofra da Síndrome do mão de vaca do tio Patinhas, calma! Vc tb pode preparar a sua própria comida levando aquele pacote de biscoito recheado ou aquele miojo de 1 real super top!


Depois desse breve adendo, vamos ao que interessa:
O que levar? Como calcular? Preciso mesmo levar?


O que levar?
Para Acampamentos Curtos (AC) - de 1 à 3 dias:
- 6 pacotes de Ração são suficientes (3 almoço, 2 jantas, 1 lanche).
* caso a porção da ração seja para 2 pessoas, basta utilizar a metade no almoço por ex; e guardar o que sobrou na embalagem bem fechada para consumir no lanche ou no jantar dependendo do clima da região que vc se encontra). Ai vc vai precisar de bem menos pacotes de ração nesse caso.
- Biscoito recheados ou Café em pó solúvel pode ser interessante levar se vc é fã de um doce e não abre mão do seu café preto matinal fica a sugestão. Eu não faço uso deles, mas cada um cada um...
- Cantil ou Camelback com 2 litros ou + de água.
- Marmita do cantil (serve como copo tb) ou panela média.
- Clor-In (para purificar água).
- Sal e temperos de ervas (guardados em potes herméticos).
- Pederneira.
- Chumaços de algodão ou sache de álcool (ajudam muito a iniciar o fogo) em ambientes extremamente úmidos ou molhados por exemplo.
* Linha, Anzol e Iscas artificiais (caso tenha opção de poder pescar no local).

Como Calcular:

Basta ver o horário de chegada no local do acampamento e calcular em média 250 g por refeição principal (almoço e jantar) e 100, 150 g. para lanches. Ex: caso de viajar de manhã e chegar no acampamento somente na hora do almoço, inclua contar o almoço desse dia já.
Caso chegue no acampamento de tarde, inclua contar somente o jantar desse dia.
Para lanches: No caso dos biscoitos recheados um pacote dá para dividir e comer em 2 lanches tranquilamente.

Precismo mesmo levar?

Com toda a certeza afirmo que sim! Um acampamento seguro deve prover as refeições básicas e diárias para todos os ocupantes! Principalmente em quem ainda não esta acostumado a passar muitas horas de fome. Sem contar que no caso de uma desidratação, fraqueza ou acidentes a recuperação será muito mais rápida se a vítima estiver nutrida e hidratada concorda comigo? Muitas séries de TV pregam que o "sobrevivencialista" precisa apenas de um cantil, uma faca e uma pederneira, mas isso só é bonito na televisão onde no final do dia eles voltam para seus hotels, descansam e comem a vontade para voltar a gravar no dia seguinte.... a realidade na mata é outra!

Mas no caso de vc querer as comidas semi prontas e não encontrar para levar no seu camping, eu vendo elas e entrego em mãos tb (caso vc seja da minha cidade óbvio rs)... Só entrar em contato aqui mesmo ou por e-mail: marciopinarj@gmail.com que entrego pessoalmente no local desejado, geralmente no mesmo dia...

No momento tenho pra venda Vatapá instantâneo! Bastando apenas adicionar água e pronto! * Consulte para outros sabores pois sempre tenho novidades! Caso opte ainda assim por comprar via internet, recomendo esses sites que sempre compro e confio: - Orientista: https://www.orientista.com.br/marca/liofoods - Via de Fuga (do canal "Sobrevivencialismo" do YouTube): https://www.viadefuga.com/m/liofoods - Bivak Outfitter: http://www.bivak.com.br/loja/nutricao-br/alimentos-liofilizados-br.html - Mundo Terra: http://www.mundoterra.com.br/busca.html?palavra=liofoods - LioFoods: http://www.liofoods.com.br/
Bons Acampamentos... Esteja preparado! Selva!



Revista Controle a Glicemia

- Como equilibrar a Glicose para prevenir a Hipoglicemia e afastar o Diabetes.
- Tudo sobre Insulina! Guia prático para conhecer os tipos, benefícios e onde aplicar.
- Cardápio para Diabéticos (Plano alimentar pra quem sofre com a Doença).
- Os melhores Alimentos para reduzir o açúcar no sangue...
E + 17 Receitas Balanceadas! Todas as matérias com consultoria de Especialistas!


Revista Controle a Glicemia (Ano 2 - Nº 3 / 2018)
Tamanho: 16 Mb. 
Total de Páginas: 32.


Diabéticos podem comer Pipoca?


Finalmente, vamos descobrir se o diabético pode comer pipoca ou não. Será que pode? Será que não pode? E a resposta é: depende! Isso mesmo... depende de qual tipo de pipoca que estamos falando. Se for em sua versão não processada (o milho natural), trata-se de um grão riquíssimo em fibras, que são bastante benéficos para os diagnosticados com diabetes.

Além disso, ela é um alimento com índice glicêmico moderado – o valor é 55 – o que indica que a pipoca não promove um crescimento acelerado nos níveis de açúcar no sangue. Sendo assim, ela demonstra ser uma alternativa mais saudável que outros lanches que apresentam o índice glicêmico alto, como chocolate, sorvete, passas, pão branco, pão integral e biscoitos de baunilha, por exemplo.

Entretanto, isso não significa que qualquer diabético poder sair por ai comendo pipoca em excesso, se empanturrando! De acordo com a Associação Americana de Diabetes, a porção ideal para quem possui a doença é de três xícaras de pipoca estourada, que é correspondente a 15 g de carboidratos.

Pessoas com diabetes devem ingerir entre 15 a 30 g de carboidratos em seus lanches, o que faz com que elas não possam ultrapassar o limite de seis xícaras de pipoca por refeição.

E atentar sempre para os rótulos, verificando para que não haja a presença de gorduras trans e a taxa de sódio deve estar abaixo de 150 mg por porção para que a pipoca seja adequada para o diabético.

E tem mais: depois de pronta, é preciso tomar cuidado nos acompanhamentos. Adicionar sal e manteiga não é indicado para a dieta para diabetes, porém, existem alternativas: colocar azeite de oliva, alho ou cebola em pó. Fica uma delícia! Quem nunca provou Recomendo!!!  ;)

Uma Receita Diet que vale a pena fazer, é preparar a pipoca de maneira mais barata e saudável, sem adição de óleo ou manteiga: apenas no vapor. Isso mesmo! Confira na receita abaixo:
Pipoca ao Vapor:
Ingredientes: 
  • ½ xícara de milho de pipoca;
  • 2 colheres de sopa de água;
  • Plástico filme.

Modo de preparo:
  1. - Juntar o milho e a água e colocar dentro de um recipiente alto.
  2. - Cobrir com plástico filme e fazer uns furinhos no plástico, com o auxílio de um garfo.
  3. - Levar ao micro-ondas em potência alta durante aproximadamente seis minutos. 

  4. Dica: na primeira vez que fizer, ficar de olho para confirmar o tempo que o milho levou para estourar. Isso porque o período total pode variar de aparelho para aparelho.

Quais os Alimentos que Diminuem e Glicemia


O diabetes é uma doença que está estritamente relacionada com os hábitos alimentares das pessoas. "É importante ter uma dieta bem equilibrada, rica em fibras e ficar sempre atento à quantidade de carboidratos dos alimentos para que não ultrapasse a recomendação diária. 

Segue abaixo o Top 10 dos Alimentos com menores Índices Glicêmicos de acordo com diversos especialistas na área (Nutrólogos, Endocrinologistas e Nutricionistas). 

Abacate

O abacate é um ótimo alimento para os portadores de diabetes. Isto porque ele é rico em gorduras monoinsaturadas e também possui poli-insaturadas, ambas gorduras boas para a saúde. Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition concluiu após revisar diversos estudos que as gorduras monoinsaturadas são benéficas para a dieta de quem tem diabetes tipo 1 e 2. A pesquisa também observou que quando consumidas em quantidades moderadas, as gorduras monoinsaturadas não favorecem o ganho de peso em pessoas com diabetes. Procure ingerir no máximo quatro colheres de sopa de abacate no dia, pois este alimento é muito calórico, explica a nutricionista Nicole Trevisan, do ADJ Diabetes Brasil.

Aveia

A aveia é um alimento importante para quem tem diabetes tipo 2, isto porque ela é rica em fibras solúveis. "Este nutriente ajuda a diminuir a velocidade da absorção da glicose, o que irá evitar os picos de glicose. Além disso, ele também controla a absorção do colesterol", explica o nutrólogo Roberto Navarro. Uma pesquisa publicada no Journal of The American Board of Family Medicine revisou quinze estudos e concluiu que o consumo de fibras por pessoas com diabetes tipo 2 ajuda a reduzir a velocidade da absorção de glicose e por isso, o consumo deste nutriente é benéfico e deve ser encorajado. Para quem não tem diabetes, as fibras também ajudam a prevenir o surgimento da doença e ainda proporcionam saciedade. Como dica, procure não esquentar a aveia pois ela pode perder alguns nutrientes. Ingira até cerca de quatro colheres de sopa de aveia ao dia.

Peixes de águas profundas e frias

Os peixes de águas frias e profundas, como o salmão, a sardinha, o atum, a cavalinha e outros, são benéficos para a saúde por serem ricos em ômega 3. Um estudo publicado pela Universidade de Harvard notou que o ômega 3 previne o diabetes tipo 2. Este lipídeo aumenta os níveis de um hormônio chamado adiponectina que é benéfico em processos que afetam o metabolismo, como a regulação do açúcar no sangue e processos inflamatórios.

Iogurte sem gorduras

Os iogurtes com baixo teor de gorduras são boas alternativas para quem tem diabetes. Isto porque ele terá redução de gorduras saturadas, que em excesso favorecem problemas cardiovasculares, que são especialmente preocupantes para os portadores de diabetes. "Este alimento também é rico em cálcio. Estudos apontam que uma dieta pobre neste nutriente aumenta o acúmulo de gorduras. Quando pensamos que boa parte das pessoas com diabetes tipo 2 adquirem a doença devido à obesidade, observamos que há uma correlação indireta entre cálcio e diabetes", conta Navarro.

Amêndoas

A amêndoa é uma ótima opção para a saúde de quem tem diabetes. Isto porque ela é rica em gorduras boas, monoinsaturadas e poli-insaturadas. Além disso, esta oleaginosa possui boas quantidades de magnésio. "Caso o diabético tenha crises de glicose muito elevada, ela será excretado na urina e junto sairão alguns nutrientes como o magnésio. Por isso, é importante que pessoas com diabetes que não se cuidam reponham o magnésio", explica Navarro. Uma pesquisa publicada na Revista científica Diabetes Care, feita com mais de 500 mil pessoas, concluiu que o consumo de magnésio ajuda a reduzir o risco de diabetes tipo 2. A orientação é consumir até cerca de quatro unidades de amêndoas no dia.

Leguminosas

As leguminosas, como o feijão, a lentilha, o grão de bico e a ervilha são boas alternativas porque são ricas em fibras, que irão ajudar a diminuir a velocidade com que a glicose é absorvida. Além de serem fontes de proteínas. Procure ingerir até duas porções de leguminosas por dia.

Farinhas funcionais

As farinhas funcionais como a de amora, berinjela, banana verde e coco, são benéficas para quem tem diabetes e para prevenir esta doença. Isto porque elas são ricas em fibras solúveis, que irão evitar os picos glicêmicos e consequentemente da produção de insulina. Quanto mais picos glicêmicos e de insulina as pessoas com diabetes tiverem, maior será a piora do quadro. "A farinha de banana verde ainda estimula o crescimento de bactérias benéficas na flora intestina".

Linhaça e chia

chia e a linhaça possuem fibras solúveis que estão relacionadas com a prevenção e também são boas para quem tem diabetes. Isto porque como todos os alimentos ricos em fibras, elas vão evitar que ocorram os picos de glicose e da produção de insulina. "Além disso, elas possuem ômega 3, ácido graxo que é benéfico para quem tem diabetes".

Batata yacon

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Franca (UNIFRAN), em São Paulo, afirma que o consumo diário de batata yacon pode ajudar no controle da glicemia em portadores de diabetes tipo 2. Isto porque o alimento é rico em um carboidrato chamado frutooligossacárico que age de forma semelhante as fibras no nosso organismo. Um carboidrato simples pode ser rapidamente ingerido pelo organismo, aumentando as taxas de glicose e insulina, enquanto no caso do carboidrato da batata yacon ocorre o contrário. O corpo não consegue quebras as moléculas desse carboidrato com tanta facilidade e por isso a absorção é mais lenta.
E como Bônus (além desse nosso Top 10) podemos citar também os vegetais de cor verde escura como: 
  • Acelga, agrião, espinafre, alface, aspargos, brócolis... E também: Berinjela, cenoura, chicória, chuchu, couve, couve-flor, limão , nabo, pepino, quiabo, rabanete, repolho, tomate... Além das frutas: 
  • Abacate, ameixa, carambola, framboesa, melão, melancia, morango e pêssego.
As bebidas como chás e café sem açúcar também não têm carboidratos e são pobres em calorias, podendo ser usados em dietas para perda de peso. 










Qual o Alimento mais Rico em Nutrientes



Neste post segundo a Nutricionista Sabrina Jubett do site (www.clinicalivon.com.br) vamos citar para vocês uma lista com o "Top 10" dos Alimentos com mais Nutrientes e os seus benefícios. Papel e caneta na mão porque essa dica é Top D+!!!


Mirtilos
Os mirtilos possuem níveis elevados de antioxidantes, particularmente de antocianinas, que são elementos chave para neutralizar os danos causados pelos radicais livres às células do organismo. Também podem promover a vasodilatação e têm um efeito de inibir a formação de coágulos sanguíneos.
Mas a notícia mais interessante em relação a este fruto é o fato de que o mirtilo parece reduzir alguns efeitos relacionados com a idade, como a demência e a doença de Alzheimer.
Caso não encontre facilmente, substitua por frutos da mesma família: morangos, cerejas, framboesas, amoras, uvas pretas.

Brócolis

Os brócolis e todos os restantes vegetais crucíferos (repolho, couve-flor, couve de bruxelas) estão entre as principais armas que possuímos no nosso ambiente alimentar para combater o câncer.
Os compostos fitoquímicos existentes nos brócolis, como o sulforafano e os indóis, são eficientes na prevenção de vários tipos de cânceres e os estudos mostram que apenas meia xícara de brócolis por dia pode resultar numa proteção contra inúmeros tipos de câncer como: pulmão, estômago, cólon e reto.

Soja
A soja é reconhecida como um alimento altamente nutritivo. Investigadores de países ocidentais ficaram particularmente interessados na soja quando descobriram que indivíduos que seguiam dietas asiáticas sofriam uma redução nas taxas de doenças cardíacas, cânceres, osteoporose e alterações sofridas com a menopausa.
Para obter os benefícios da soja, deve-se apostar no próprio alimento e não em suplementos, que podem não apresentar os resultados pretendidos.

Chá Verde
O chá verde contém em sua composição substâncias chamadas de flavonóides, que são antioxidantes, considerados até mais poderosos que a vitamina C e E.
Há evidências sustentadas de que o consumo de chá está associado com uma diminuição do risco de doença cardíaca e com a prevenção do envelhecimento precoce.

Tomate
O licopeno, um pigmento de cor vermelha que pertence ao tomate, é um grande contribuinte na promoção da saúde. É encontrado, sobretudo, no tomate cozido e em produtos à base de tomate. Este composto é capaz de neutralizar um grande número de radicais livres no corpo humano e alguns estudos mostram seus benefícios na prevenção do câncer de próstata.

Iogurte
O nosso aparelho digestivo encontra-se povoado por mais de 5 mil espécies de bactérias, algumas benéficas e outras prejudiciais para a saúde. Para manter o intestino saudável, o objetivo é equilibrar esta população microbiana.
O iogurte desempenha um papel fundamental nesta promoção, pois encoraja o crescimento das bactérias chamadas “amigáveis” e limita a proliferação das bactérias patogênicas. Os iogurtes que apresentam mais benefícios ao intestino são os que contém culturas ativas de microorganismos como lactobacillus acidophilus, thermophilus, bulgaricus e casei.
O consumo regular de iogurtes beneficia o normal funcionamento do intestino, contribuindo também para a prevenção de doenças graves como o câncer do cólon.

Nozes
O consumo regular desta oleagenosa está associado a um menor risco de doenças cardiovasculares, a uma menor perda de memória e também na manutenção de uma boa imunidade.
A noz é rica em proteína, gordura monoinsaturada e sais minerais como magnésio, cálcio e zinco, além de ser uma ótima fonte de fibras.
Outro componente seu fundamental para a saúde é a vitamina E, um antioxidante natural que ajuda a combater os radicais livres e diminui a propensão ao desenvolvimento de Alzheimer.

Abóbora
O nutriente principal da abóbora é uma combinação sinérgica de carotenóides. Compostos de cor amarela, laranja ou avermelhada, os carotenóides tem um papel determinante na proteção da nossa pele e olhos, agindo contra os efeitos nocivos dos raios ultravioletas. Também estão associados a uma redução do risco de diversos tipos de câncer e a uma redução da taxa de incidência de doença cardíaca.
A batata-doce e a cenoura são também alimentos muito ricos em carotenos, também conhecidos como beta-carotenos.

Quinua
A quinua é uma excelente fonte de carboidrato de baixo índice glicêmico, que leva mais tempo para ser transformado em açúcar no sangue. Isso evita a produção em excesso de insulina, o hormônio responsável pelo estoque de gordurinhas. Ainda tem vitaminas, sais minerais e gordura boa.
Mas é a proteína de alto valor biológico que faz desse grão um alimento especial. “A quinua tem uma combinação de aminoácidos (componentes da proteína) semelhante à do arroz e feijão juntos. Cada grão contém 20 aminoácidos diferentes, entre eles a metionina e a lisina, responsáveis pela formação de uma proteína completa e de boa absorção, quase uma exclusividade dos alimentos de origem animal.
Por isso, você pode recorrer a ela para recuperar e manter os músculos. Hvale ressataltar também a sua riqueza em vitaminas A, B6, B1, E, C e minerais como cálcio, fósforo, cobre, magnésio, cloro e zinco. A quinua pode ser considerada um alimento de alta nutrição para celíacos e vegetarianos.

Suco de Uva Integral
Melhor e mais nutritivo do que o vinho, estudos têm revelado que o suco de uva preta ou rosada pode trazer os mesmos benefícios à saúde por conter os poderosos antioxidantes, chamados flavonóides, aos quais se atribuem os bons efeitos do vinho sobre o coração.
Os flavonóides no suco de uva, como os do vinho, se mostraram capazes de evitar a oxidação do chamado mau colesterol, LDL ou lipoproteínas de baixa densidade, que levam à formação de placas nas paredes das artérias. A evolução dos estudos neste sentido acreditam que os antioxidantes do suco de uva permanecem no corpo por mais tempo do que os do vinho.
Os antioxidantes encontram-se nas cascas e sementes, então quanto mais vibrante for a casca, maior o seu poder antioxidante. Isso significa que as uvas vermelhas e roxas e o suco de uva roxo são os mais poderosos.


Os alimentos ricos em vitaminas servem para manter a pele saudável, o cabelo bonito e o organismo equilibrado, evitando doenças, como anemias, escorbuto, pelagra e até problemas hormonais ou de desenvolvimento... A melhor forma de ingerir vitaminas é através de uma alimentação colorida porque os alimentos não possuem apenas uma vitamina e esta variedade de nutrientes torna a alimentação mais equilibrada e saudável. Por isso, mesmo ao comer uma laranja, que é rica em Vitamina C, ingere-se também fibras, outras vitaminas e minerais.
Tipos de Vitaminas:
Exitem dois tipos de vitaminas: as lipossolúveis, como a vitamina A, D, E, K; que estão presentes, principalmente, em alimentos como leite, óleos de peixe, sementes e verduras, como brócolis, por exemplo.
E as outras vitaminas são as vitaminas hidrossolúveis, como as vitaminas do complexo B e a vitamina C, que se encontram em alimentos como fígado, levedo de cerveja e frutas cítricas, por exemplo.
Os alimentos ricos em vitaminas também possuem minerais, como magnésio e ferro, que ajudam a combater o cansaço físico, mental, cãibras e até anemias, por exemplo.
Quando tomar Suplementos Vitamínicos:
Os suplementos vitamínicos, como Centrum, são, geralmente, utilizados quando existe uma necessidade maior do organismo por estes nutrientes, como durante gravidez ou na amamentação, por exemplo.
Além disso, os suplementos vitamínicos também têm sido usados como suplemento para enriquecer a alimentação devido ao excesso de estresse ou exercício físico, por exemplo, porque nessas situações o organismo precisa de mais vitaminas.
A ingestão de suplementos de vitaminas ou de qualquer outro nutriente só deve ser utilizada sob orientação do médico ou nutricionista.

Quais são as Vitaminas que engordam:
As vitaminas não têm calorias e, por isso, não engordam. Porém, a suplementação em vitaminas, principalmente as vitaminas do complexo B, como ajuda a regular as funções do organismo pode levar a um aumento do apetite para que ao ingerir maior quantidade de alimentos se compense a falta de algum nutriente.

Como acabar de vez com a Retenção Hídrica



Algumas frutas e legumes, como a melancia, abacaxi, salsão e o pepino por exemplo possuem propriedades diuréticas que ajudam a controlar a pressão alta e a reduzir o inchaço no corpo. Além disso, os alimentos diuréticos são desintoxicantes e, por isso, excelentes para incluir em dietas de emagrecimento.

Consumir esses tipos de alimentos é a forma mais natural de desinchar seu corpo sendo úteis até mesmo para complementar o tratamento de quem sofre com pressão alta.

Além de ingerir esses alimentos diariamente ou fazer sucos e vitaminas com eles, também é importante beber bastante água e reduzir o consumo de sal. Sal e água não combinam beleza ;)

Fazer alguma atividade física mesma que de intensidade leve como caminhadas já ajuda e muuuuito a não ter retenção de líquidos no corpo (evitando o inchaço).


Tomar água de coco e chás com propriedades diuréticas ao longo do dia, como o chá de alecrim, arenária, cavalinha ou erva-doce, também é uma forma complementar de aumentar a diurese. Porém, em casos de doença, como a insuficiência renal, o médico e o nutricionista devem aconselhar e controlar a quantidade permitida de diuréticos, e a ingestão adequada de líquidos. Sempre siga a orientação do seu Nutricionista e do seu médico por mais natural que seja sua dieta combinado! ;)

Veja abaixo um video explicando em maiores detalhes como acabar de uma vez por todas com a maldita Retenção Hídrica! E porque as pessoas à adquirem:


Como fazer Biomassa de Banana Verde.


A biomassa de banana verde ajuda a emagrecer, reduzir o colesterol porque é rica em amido resistente, um tipo de carboidrato que não é digerido pelo intestino e que funciona como uma fibra que ajuda a controlar a glicemia e dá mais saciedade após a refeição!
A biomassa de banana verde trás benefícios para a saúde como:
  • Ajuda no emagrecimento: pois é pobre em calorias e rica em fibras que dão a sensação de saciedade;
  • Combate a prisão de ventre: por ser rica em fibras;
  • Combate a depressão: por conter triptofano, uma substância importante para formar o hormônio serotonina, que aumenta a sensação de bem-estar;
  • Diminui o colesterol alto: pois ajuda a reduzir a absorção de gordura no organismo;
  • Preveni infecções intestinais: pois mantém a flora intestinal saudável.
E basta apenas 2 colheres de sopa de biomassa por dia que você vai aprender agora como fazer na sua casa mesmo, pois de tão fácil você nem vai querer comprar a industrializada para ter. E o purê preparado com a polpa da fruta ainda verde pode ser usado como espessante em diversas preparações – de brigadeiro a molho de macarronada e estrogonofe sem interferir no gosto (a biomassa é neutra).



* ATENÇÃO: NO VIDEO NÃO APARECEU A NUTRICIONISTA COLOCANDO ÁGUA NA PANELA DE PRESSÃO. MAS ELA UTILIZOU A METADE DA MEDIDA DA PANELA COM ÁGUA OK. JUSTAMENTE PARA PODER COZINHAR AS BANANAS!

* Se não quiser ver o video acima, segue abaixo o passo a passo do processo logo abaixo:

Faça você mesmo:
  1. Primeiro, lembre-se de que a banana verde não deve ter passado por aclimatação – pergunte ao seu fornecedor.
  2. Separe as bananas do cacho com uma faca ou tesoura, com cuidado para que se mantenham íntegras e bem fechadas. Lave com esponja, água e sabão, enxaguando bem.
  3. Em uma panela de pressão, ponha água até a metade. Espere ferver, acrescente as bananas e tampe. Quando começar a soltar o vapor pela válvula, abaixe o fogo e cozinhe por 10 minutos.
  4. Desligue o fogo, mas não abra a panela nem a coloque sob a água da torneira. A pressão deve ser liberada naturalmente.
  5. Rapidamente, descasque a fruta ainda quente com ajuda de um garfo e bata no liquidificador ou no processador até obter uma pasta. Se estiver difícil de bater, junte um pouco de água fervente (não use a água do cozimento). Utilize a biomassa em seguida ou congele. Dura de três a cinco dias na geladeira e até três meses no freezer.
  6. Descongele a biomassa em banho-maria (para não talhar) e só então junte-a às receitas. Pode ser usada congelada apenas em sucos e smoothies.

Informação Nutricional e como usar:

A tabela a seguir traz a composição nutricional em 100 g de biomassa de banana.
Quantidade em 100 g de biomassa de banana verde
Energia: 64 kcal
Proteínas1,3 gFósforo14,4 mg
Gordura0,2 gMagnésio14,6 mg
Carboidratos14,2 gPotássio293 mg
Fibras8,7 gCálcio5,7 mg
Pode-se usar a biomassa de banana verde em vitaminas, sucos, patês e massas de pães ou bolos, além de alimentos quentes, como mingau de aveia, caldos e sopas.
Para facilitar a vida, prepare uma boa quantidade de biomassa e congele em forminhas de gelo para usar no dia a dia – bata um cubinho (11 calorias) no suco e acrescente outro no preparo do feijão para você ter acesso a todos os benefícios do purê.

Detalhe: a banana verde ideal para o preparo da biomassa não pode ter sido aclimatizada (processo que acelera o amadurecimento). O problema é que praticamente tudo o que compramos no mercado e nas feiras livres passou por algum tipo de aclimatação para chegar até nós. A boa notícia é que, no embalo das descobertas sobre as propriedades desse alimento, alguns hortifrútis já vendem a banana sem passar pelo processo de aclimatação.


Reeducação Alimentar: Perca peso comendo


Revista Reeducação Alimentar

Perca peso comendo bem! 10 passos para mudar a alimentação e ganhar mais saúde! O perigo do açúcar! Onde ele está escondido e você nem imagina! Não gosta de academia? Veja 5 exercícios para você fazer em casa... 
Aposte no Óleo de Coco para queimar calorias muito mais rápido! 
Especial: KEFIR! Faça essa maravilhosa mistura que regula o intestino e emagrece! Todas as matérias com consultorias de especialistas!


Revista Reeducação Alimentar (Agosto/2018)
Tamanho: 14 Mb.
Total de Páginas: 32. 



Receitas de Sucos Detox - Emagreça com saúde 50 Receitas

Revista Reeducação Alimentar

Veja 50 receitas de Sucos Detox! E emagreça com saúde eliminando o inchaço e afastando doenças! Aprenda agora o jeito certo de comer e descubra 10 segredos para cozinhar de forma mais saudável... 

Não conhece os benefícios dos sucos Detox? Descubra já como desintoxicar agora mesmo o seu organismo com esses poderosos Sucos que só trazem benefícios... Todas as matérias com consultorias de especialistas!

Revista Reeducação Alimentar (Abril/2018)
Tamanho: 12 Mb.
Total de Páginas: 32.




Livro A Nova Dieta dos Pontos - Dr. Alfredo Halpern


O livro A nova Dieta dos Pontos além de trazer um guia mais completo da pontuação dos principais alimentos, podemos entender didaticamente como o nosso metabolismo funciona e como o nosso corpo recebe cada alimento, além de conter o cálculo para base de pontos e uma tabela muito boa de pontuação de alguns dos alimentos mais utilizados no nosso dia a dia... Com uma explicação ainda mais detalhada dos alimentos. 

Nesse novo livro, o Dr. Alfredo Halpern traz uma seção dedicada às gorduras Trans, muito importante. E explica que só podemos consumir 2 gramas dessa gordura por dia (e olhe lá!). Veja sempre o rótulo dos produtos para evitar esse mal. Se aparecer escrito Gordura Trans ou Gordura hidrogenada (que é a mesma coisa) evite consumir!

Se possível não ingerira "grama" nenhuma desse produto que só faz mal ao nosso corpo... Evite a todo custo a gordura Trans! Seu corpo agradece!

Vale sempre ficar atendo às informações contidas nos rótulos dos alimentos e suas listas de ingredientes. Geralmente eles podem vir mascarados para enganar o consumidor, segue lista liberada pela ANVISA dos nomes que geralmente são encontrados nos rótulos para descrever esse tipo de gordura:

- Gordura vegetal
- Gordura de vegetal de girassol
- Gordura vegetal de soja
- Gordura de soja parcialmente hidrogenada
- Gordura hidrogenada
- Gordura hidrogenada de soja
- Gordura parcialmente hidrogenada
- Gordura parcialmente hidrogenada e/ou interesterificada
- Gordura vegetal hidrogenada
- Gordura vegetal parcialmente hidrogenada
- Hidrogenada
- Margarina vegetal hidrogenada
- Óleo de milho hidrogenado
- Óleo vegetal de algodão
- Soja e palma hidrogenado
- Óleo vegetal hidrogenado
- Óleo vegetal líquido e hidrogenado
- Óleo vegetal parcialmente hidrogenado
- Creme vegetal
- Composto lácteo com gordura vegetal
- Margarina
- Margarina vegetal

O consumidor precisa estar atento mesmo com o rótulo indicando zero de gordura trans no alimento. A legislação, criada em 2006, possui uma brecha que permite que a quantidade de gordura trans seja omitida se for inferior a 0,2 gramas por porção, com isso a indústria que não é nada boba, diminui ao máximo a porção na informação nutricional para não ter que colocar a quantidade real de gordura trans no alimento.

 Alimentos geralmente que são ricos em gorduras Trans:

• Sorvetes;
• Batata congelada;
• Salgadinhos;
• Donuts;
• Biscoitos recheados;
• Margarinas sólidas ou cremosas e cremes vegetais (não, elas não são amigas do coração);
• Massas industrializadas para bolos e tortas;
• Cookies e biscoitos recheados e/ou amanteigados;
• Pipoca de micro-ondas.
• Miojo
• Comidas congeladas;
• Pizzas congeladas;
• Patês

Essa lista é super extensa, fique atento e sempre dê preferência por uma alimentação natural e minimamente industrializada... Descubra esses e muitos outros ensinamentos abordados no livro para fazer a sua dieta decolar e obter os resultados esperados!

Livro A Nova Dieta dos Pontos - Dr. Alfredo Halpern
Tamanho: 6,4 Mb
Total de Páginas: 88.



Proxima → Inicio

Translate

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Teste sua Conexão:

Saiba Sua Velocidade Real de Conexão!

Visitantes On Line:

Desde: 17/08/2009: Locations of visitors to this page